Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estrangeirismos em Ilhéus: dá para aceitar? Varal de rótulos em Inglês

Publicado: Terça, 27 de Maio de 2014, 13h37 | Última atualização em Quarta, 26 de Julho de 2017, 13h33 | Acessos: 695

Os alunos do Ifba Pronatec - Unidade Heitor Dias, Turma de Inglês Básico, com a orientação da Professora Catiane Lyrio Rocha, desenvolveram tarefas em sala de aula e em casa através reflexões a respeito dos estrangeirismos presentes na cidade de Ilhéus.

 

Através de um painel com imagens de estabelecimentos na cidade que possuem o nome em Inglês, os alunos fizeram observações e discussões a respeito da origem de cada nome e suas respectivas traduções do Inglês para Português. Perceberam que grande influência a população sofre com relação aos vários estrangeirismos incorporados em nossa língua e que na maioria das vezes fazem uso dos mesmos sem ao menos saber o que significam. Notaram que o uso desses termos são muitas vezes inevitáveis, mais deve-se saber distinguir cada um deles e notar que os mesmos não fazem parte da nossa língua materna.

“Foram coletados rótulos de embalagens variadas e de supermercado que também tivessem alguma descrição em inglês e, ao elaborar um varal em sala de aula com as pesquisas a respeito de cada nome, foi verificado que muitos dos produtos que consumimos e que levamos para a nossa casa ou dispensa, são uma quantidade imensa, muito mais do que imaginávamos, pois muitos desses produtos achávamos que seu nome era em português, por ser algo de uso frequente. O uso do dicionário foi um suporte fundamental para a pesquisa”, afirmou um dos alunos.

“As ações realizadas em sala de aula bem como a de pesquisa em casa ao longo do curso do Pronatec e inseridos como um trabalho paralelo aos conteúdos de inglês básico, fizeram com que os alunos tivessem uma maior reflexão a respeito do inglês presente ao seu redor, em especial na cidade de Ilhéus e um aumento de vocabulário de uso real, para uma maior fixação dos termos.  Este trabalho é algo inacabado, pois há uma infinidade de termos, rótulos e até mesmo nomes de estabelecimentos que ainda poderíamos continuar a estudar”, afirmou a professora Catiane.

O uso de palavras e expressões em inglês utilizadas no dia a dia deve ser um fator de agregação à língua quando não houver palavras semelhantes ao português, e, ao fazer uso dessas palavras estrangeiras, devemos ter a ciência de que esse determinado termo não faz parte efetivamente da nossa gramática do português, mas podemos nos comunicar efetivamente de modo que saibamos que são estrangeirismos, a exemplo do inglês, mas também da inserção de outras línguas.

Clique aqui e veja todas as fotos no facebook:

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página
Free Porn tube kacak iddaa